Confira a entrevista original aqui

Abaixo a tradução:

 

Parabéns! Por que você fez esse filme?

Eu queria contar uma história sobre o período de transição entre a adolescência e a idade adulta. Uma história focada na tensão entre sonho e realidade, desejo e realização.

Digamos que eu seja alguém do público, por que eu deveria assistir esse filme?

O filme apresenta um dia na vida do personagem principal “Neto” e sua turma nas horas que antecedem a festa de formatura. Seja no seu trabalho cotidiano em um posto de gasolina ou no show final de rap na festa, Neto e seus amigos improvisam rimas e compartilham seus sonhos.

Como os temas pessoais e universais se relacionam no seu filme?

Através da jornada pessoal de Neto e de sua vivência na cultura hip hop da periferia de Curitiba, o filme explora o tema clássico da passagem da adolescência para a vida adulta, um período repleto de possibilidades, quando tudo ainda está por ser definido. Um período no qual muitos caminhos parecem possíveis, mas não é fácil dar o primeiro passo em direção a um caminho específico.

Como se deu a evolução do roteiro e do filme ao longo do processo?

A história original se passava nos anos 90 em uma cidade pequena. Originalmente, os sonhos dos personagens se ambientavam no universo da música rock e grunge. No entanto, durante a formação do elenco os atores e atrizes trouxeram suas próprias experiências para seus papéis. Seus sonhos pessoais estavam relacionados ao universo do hip hop, com base em suas experiências reais nos subúrbios de Curitiba. A partir dessa interação com o elenco, incorporamos o universo do rap e a periferia da cidade, mas mantivemos a essência do projeto em lidar com a tensão entre sonhos e realidade. Todas as rimas no filme foram criadas pelos próprios atores e atrizes. Algumas foram improvisadas durante as filmagens e outras foram escritas previamente.

Qual tem sido o feedback até o momento?

O feedback tem sido positivo. O filme foi selecionado para muitos festivais, incluindo eventos internacionais, o que demonstra o interesse do público no tema e nas histórias discutidas no filme.

O feedback surpreendeu ou desafiou seu ponto de vista?

Estamos felizes que o filme está sendo exibido para um público diversificado e abrindo portas para discussões interessantes sobre o tema.

O que você busca ao evidenciar seu filme em www.wearemovingstories.com?

O objetivo é levar o filme para um público mais amplo e internacional. Queremos promover um debate acerca do tema e mostrar ao público um recorte da realidade na periferia de Curitiba.

Quem você precisa (produtores, agentes de vendas, compradores, distribuidores, diretores de festivais de cinema, jornalistas) para ampliar a mensagem deste filme?

O objetivo inicial é chegar até os diretores de festivais de cinema para promover o curta-metragem em outros festivais. No entanto, como “Only Yesterday” é o primeiro de três curtas-metragens, além de parte do conceito de um longa-metragem, também buscamos parcerias com agentes de vendas, compradores e distribuidores para colaborações em projetos futuros, especialmente no longa-metragem “Horizonte”.

Qual impacto e/ou recepção você gostaria de ver com este filme?

Na essência do filme, esperamos iniciar uma discussão sobre como forças externas interferem na concretização de sonhos e desejos pessoais. No filme, a desigualdade social e o arrefecimento de políticas de bem-estar prejudicam o caminho de Neto e o obrigam a questionar a maneira como ele navega esse ambiente.

 Qual seria uma pergunta-chave para desencadear um debate ou iniciar uma conversa sobre esse filme?

De que forma desejos e sonhos pessoais são interrompidos pela conjuntura social/política? E o que podemos fazer para enfrentar esse problema?

Em quais outros projetos estão os realizadores envolvidos atualmente?

Como falei anteriormente, “Only Yesterday” é o primeiro de uma série de três curtas-metragens que abordam o tema da passagem da adolescência para a vida adulta. Espero aprofundar ainda mais este assunto com o lançamento do filme “Horizonte”, que também escrevi e atualmente se encontra em fase de financiamento.

Compartilhar

Receba nossas produções em seu e-mail. Próximo lançamento: Ainda Ontem